EU DESTRUIDOR DE "MIM"
     

    Agi por impulso, foi mal!
    Fui o impulso fazer a qualquer custo
    E foi feito o custo, fazer real
    Que se tornou o ofício de arrancar peles e construir prédios um ciclo natural
    E assim como nosso mundo
    Desfrutar de tudo que figurativamente amamos
    Que desfrutamos, desfolhamos e arrancamos 
    Mais, Com o lápis eo papel que um belo tronco me deu
    Eu vou-me opor aos que estão desmatando!
    Afinal de contas, conta meus argumentos de oposição
    Que a minha ação, que promove uma ação!
    Vou comprar um apartamento novo, naquela área verde que o governo construiu
    Um sapato de coroa de cobra que é bem resistente, e um casaco de pele pro frio
    Ser humano, ser hipócrita, que prossigamos pro fim
    Eu sou contra, Eu brigo, eu uso, eu invisto.
    Eu sou destruidor de "mim"!


                  “Alex Gaita”