"WELCOME"

    Seja bem vindo!
    À Este Mundo Louco.
    Onde não é lindo
    E muito, muito pouco.

    Onde está o animal silvestre é morto
    Para vestir o que é diz racional
    É uma estampa que veste seu engodo
    É uma mesma estampada no jornal.

    Atraindo gente e animal
    Gente para interferir, destruir e implantar tudo o que há de mal.

    Fracasso do mundo
    Sucesso do homem
    Enfim ambos estão sujos!
    Culpa do egocentrismo imundo
    Que habita em seus corações e no consomem.

    Se você atraí o que emite. Cuidado!
    Embora esteja escrito seja bem vindo.
    Através de suas ações não há nada de bom vindo
    Neste caminho que tem prosseguido.
     

           “Elaine Rodrigues de Sousa”

                  "MEDITERRÂNEO"
     

    Mede o terreno, o espaço eo tempo
    Terrorista homem bomba
    Exploda templos e monumentos
    Tocam o terror.
    Corpos ao chão sangue, sofrimento.
    Se em São Paulo não existe Amor
    Imagine em meio a todo esse horror
    Em busca de uma paz sem fundamento!

    Conflitos e guerras
    Preconceito sem
    conceito Poucos na fartura e muitos na miséria

    Mediterrâneo sempre sem erro.
    Medita no erro e prossegue errando.

    Síria ataques e guerras 
    Brasil balas perdidas em becos e favelas
    Estados "Unidos"
    Só para o negro" suspeito "
    Levar tiros
    sem nada ter feito.
    Nessa briga por poder, religião, etnia etc.
    Você ainda me diz que não existe preconceito !?
    Pois é .... Nessa briga por trégua.
    É a Paz quem pede arrego!

                 "Elaine Rodrigues de Sousa"

        “AMORES RECÍPROCOS”
     

    Hoje em dia os amores são virtuais
    E a luta é constante para mostrar
    Quem se importa menos
    Quem se importa mais.

    E por incrível que pareça
    Aquele que ama menos 
    É vencedor dessa incessante peleja!
    Egocêntricos!

    É a lei do desamor
    Do desapego
    Que desânimo!
    Empregando e desempregando
    O verbo ficar!
    Que sempre empreguei no sentido de não partir,
    Empregam sempre no sentindo vir e talvez nem voltar.

    Sinto muito! 
    Escreveu um poeta 
    E não, ele não estava se desculpando!
    Que culpa tinha ele?
    Que se desocupando de preocupação.
    Disse adeus num tom de lamentação.
    Àquela que era a única dona de seu coração!

    Reciprocidade é tudo o que é mútuo,
    Por favor não faça tumulto
    Venha para somar, para amar
    Pois o próximo amor não tem culpa do anterior
    E precisa desse solo fértil 
    Para que a semente que não mente possa brotar.


                      “Elaine Rodrigues de Sousa”

                     “FÁBRICA DE OPRIMIDOS.”
     

    A vida é uma grande fábrica onde todos somos operários
    Porém você escolhe
    Se vai operar ou ser operado.
    Ser manipulado ou revolucionário!?
    Como diz racionais Mc's.
    Cada um na sua função
    Tudo junto!
    Cada qual na sua solidão
    Você é quem vende, quem compra ou o que está a venda?
    Se você vai a uma festa e não precisa pagar pela entrada é porque você é o prato principal.
    Acorda moça
    Você tem mais valor
    Do que as peças do seu guarda roupa
    Do que a bebida q lhe oferecem no carnaval.
    Fostes educada para ser Amélia sem a menor vaidade.
    Porém acreditas ser Capitu.
    Com olhos de cigana oblíqua e dissimulada.
    Pensa q ser livre é encher a cara e ficar chapada.
    Dissimulada que és não enxerga-se Amélia.
    Porém não foge a regra de ser manipulada.
    Acorda moço
    Fostes também moldado a ser machista.
    Pois nessa fábrica somos todos escravos.
    Programados a gostar só de capas de revistas.
    Play boy. Capricho!
    Menino gosta de andar com menino
    E menina com menina.
    Mas depois de adultos garotos não podem gostar de garotos.
    Por que gostar de garoto é coisa de mulherzinha.
    Proibidos de brincar com as Barbies quando criança assimilam mulheres a bonecas.
    Agora sim! talvez possam brincar com elas.
    E o ódio é implantado de forma tão singela.
    Que nem percebemos que fazemos parte de uma sociedade tão covarde.
    Sem autonomia.
    Presos eternamente a essa Mazela .
    O oprimido não sabe se exprimir 
    Mas sabe oprimir
    É homossexual mas não gosta de quem está acima do peso
    Está acima do peso 
    Mas julga a mulher q é fisiculturista
    É fisiculturista mas tem preconceito com o nordestino
    E assim nascem as fobias
    Homofobia
    Gordofobia 
    Xenofobia
    Fobia eu tenho! Você não!?
    Mas não é de nenhuma dessas listadas acima aí não!
    É de toda essa hipocrisia
    Disfarçada de opinião.


                                “Elaine Rodrigues de Sousa”